Anedotas de Alentejanos

As melhores anedotas de alentejanos. Normalmente, este tipo de anedotas caracteriza-se por fazer passar por parvos os alentejanos, mas o povo alentejano acaba por levar sempre a melhor.

Lisboeta preso em poça de lama no Alentejo

Em pelo Alentejo, um turista lisboeta fica com o carro enterrado numa gigantesca poça de lama. Duma estradinha aparece um simpático alentejano com um tractor, que se prontifica a desempanar o acidentado motorista por uma verba simbólica de vinte e cinco euros.

Primeira relação sexual do alentejano

Num fim de tarde, dois alentejanos passeiam pelo campo:
- Olhe compadri, foi debaixo daquela oliveira que tive a minha primeira relação sexual…

Como é que chamam aos filhos da p*ta?

Uns lisboetas de viagem ao Alentejo vêem um alentejano junto a uma paragem de autocarro e, tentando entrar no gozo, perguntam:
- Compadres, a que horas chega aqui o autocarro da Rodoviária?

O alentejano e o punk com crista de galo

Num autocarro, um velho alentejano senta-se num banco mesmo em frente a um punk de cabelos compridos, com crista parecida a um galo, com madeixas verdes, azuis, rosas e vermelhas.

Alentejano descansa debaixo de uma figueira

Um alentejano está estendido, a descansar, debaixo de uma figueira, de barriga para o ar e de boca aberta. Cai-lhe um figo na boca e ele fica na mesma posição.

Compadre, eu tenho a braguilha aberta?

Estavam dois alentejanos encostados a um chaparro, um deles volta-se para o outro e pergunta:
- Compadre, eu tenho a braguilha aberta?

Alentejanos assaltam banco

Dois alentejanos assaltaram um banco, fugiram de carro e, quando se julgaram a salvo, pararam numa estrada secundária a descansar.

Melões injectados com cianeto

Um alentejano, criador de melões, estava desesperado porque havia um grupo de miúdos da aldeia que lhe ia aos melões durante a noite. Um dia teve uma ideia e colocou um cartaz com o seguinte escrito:
- Atenção, um destes melões foi injectado com cianeto.

Ai o meu Ferrari!

Um lisboeta passa pelo Alentejo num bruto Ferrari mas, não conseguindo contornar uma curva, despista-se e desfaz o carro. Começa ele então a gritar:
- Ai o meu Ferrari! Ai o meu Ferrari!

Primos discutem prendas de Natal

Os primos da cidade foram passar o Natal com os parentes alentejanos. Algum tempo após o Natal, estava o primo da cidade a fazer alarde das prendas de Natal que tinha ganho:
- Primo, viste o que eu ganhei de presente? Um Ipod espectacular e ainda por cima da melhor marca do mercado!